quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Para maximizar a tirinha acima, é só clicar!

Hoje de manhã apareceu um gato na minha porta. O bicho fazia um barulho tão insuportável que eu fui lá fora decidido a escorraçar o miserável com bons latidos, só que, quando abri a minha portinha de cachorro, notei que era um filhote. Ele estava molhado, tremendo de frio e deveria estar sem comer a dias!
Eu não sou chegado em gato, mas esse era tão fofinho... além disso era um bebê, não tive outra escolha, resolvi ajudar! A primeira providência foi colocar o bichano para dentro de casa, deu um trabalhão, afinal, ele também não deve ser muito chegado a cachorro. Ele botou as garras para fora e até me arranhou, tive que me segurar para não dar uma mordiscada nele, mas eu me controlei, afinal, a mãe o abandonou, ele estava com medo. Peguei um pano de limpar o chão e segurei o gatinho, além de me proteger das unhadas, consegui segurá-lo e secá-lo. Já em meu colo, ele estava mais calmo, deve ter percebido que eu sou um cão amigo. Depois, recheei o bucho do felino! Preparei um pouco de leite em pó com água quente e dei a ele na minha vasilha. Ele tomou tudo, lambeu o fundo do recipiente e me olhou com aquela cara de quero mais, nem precisou miar, percebi logo que ele ainda estava com fome. Dei mais leite e deixei-o descansando dentro de uma caixa de papelão.
Meu amigo veio aqui e nós ficamos trocando idéia. Perguntei se ele gostaria de adotar o felino, mas ele disse que infelizmente não pode, pois os animais exigem tempo e dedicação e que cuidar de um bicho de estimação não é apenas por dentro de casa um filhote bonitinho, pois eles precisam comer, fazer as suas necessidades em local adequado, precisam de vacinas e outros medicamentos, além de receber amor e carinho, é quase um filho. Quando ele disse isso pensei:
- Ele precisa ter uma conversa urgente com meu dono sobre isso!
Mas, voltando ao assunto, ele me ajudou com o caso fazendo uma placa: “Dê um lar a um gatinho neste natal!” Logo apareceu uma moça e se dispôs a tentar arrumar uma casa para ele, mas se ninguém puder adotá-lo, vai criá-lo em definitivo. Ela é legal, tá sempre pela vizinhança, ao menos, ficarei sabendo notícias do que aconteceu com o filhote. Ainda bem, né? Pois eu não tenho a menor disposição para cuidar de crianças, ainda mais sendo eu um cão, não poderia adotar um gato!
Mas sabe que me afeiçoei a ele? Se eu fosse um cão independente, até topava dividir o teto com o gatinho... mas foi melhor assim. Adoção, mais que um gesto de amor é coisa para quem pode, em todos os sentidos. Já a solidariedade pode ser praticada por todos nós!

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

Creative Commons License
O homem cachorro e a mulher cadela by Nat Valarini is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at ocaoinfiel.blogspot.com.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://garotapendurada.blogspot.com/.

48 comentários:

O amor e etc. disse...

Ah, que fofo. Eu não resisto a um lindo gatinho( ok, a frase ficou dubia,mas cosidere ambos os sentidos). Minha tia também é assim, do coração mole, se deixarmos ela faz da casa um orfanato de animais.

RodrigO [OsBunitãO] disse...

Comovente!
Seria tão bom se fosse assim entre os povos no mundo, um se preocupando com o outros, deixando as diferenças de lado...
Pena que o gatinho não entrou para a familia, acho que a dona dele deve ter alergia... kkkkk
bjO

Danilo Castro disse...

Onde está a infidelidade desse cão?
Tão preocupado até mesmo se deveria ou não pô-lo em casa. Bem, não gosto muito de cães, mas também não os odeio. O que amo nos bichos são os simples fatos de que eles são mistérios vivos e não se indagam por isso. Já nós, humanos, estragamos nossa vida tentando desvendar o mundo.

Bom saber que vou ver de hoje em diante reflexões de um cão. Ilimitado então, já que cães não têm convenções no mundo...

Mas minha paixão mesmo são os gatos sabia? Por isso fiuquei feliz pela assistência ao bichano...

Os gatos estão envoltos por uma magia desconhecida, eles não perdem a pose. Parece que estão o tempo inteiro preparados para qualquer coisa. São grandiosíssimos atores em cima do palco...

Mas eu também crio um cão lá em casa, ele chegou há pouco tempo... O nome? Barack Obama... Meu pai que Batizou... aiai...

Cão pendurado, até mais!
=]

Wy disse...

"Fazer o bem sem olhar a quem"
Como diz os mais velhos.. hehe

Muito boa a história.
Amo gatos, tenho dois adultos e cinco filhotes. Tenho tanto carinho por eles que sinto que eles sabem disso.
É recíproco.

Voltarei ^^

Sabrina Andrade disse...

Coincidencia...
Hoje quando eu saí do colégio e estava andando no calçadão, vi um passarinho todo molhado, um filhote, que imagino eu tenha caído de seu ninho devido á chuva... bem, como eu já havia feito das 2 vezes anteriores quando achava um amigo penudo, embrulhei ele no meu casaco, comprei ração, e o trouxe para casa, agora ele está em uma gaiola, dormindo, de papo cheio!
Vou soltar ele, assim que ele aprender a voar, e comer sozinho, se ele quizer a casa vai ficar de portas abertas para ele quando ele quiser voltar! ahsuahs

Valeu pela visita e comentário no meu blog, obrigada pela dica!
Beijo.

ps: adorei o blog!

Thiago Assis disse...

Vou ser sincero contigo: não sei o que comentar.
O texto se fala por inteiro por si só...
Não tenho mais a falar sobre ele, além de que eu gostei muito =] e imagino um cachorrinho andando em duas patas e tal (como naquele desenho que esqueci o nome, mas que tem ate um bebê da cabeçona que é bem malvado e tem o cachorro que fala também. uhahuauhauhhuahuahua) quando leio aqui. =]

Thiago Assis,
www.thiagogaru.blogspot.com

Dani Uzeda disse...

Nossa, cheguei hj de viagem, morta de cansaço e tentei dormir o dia inteiro com um gato miando pela vizinhança. Aquele miado de filhotinho por hooooooras. Ainnn.

Tenho uma amiga que tem mteee de gatos e é engajada em campanhas para adoção dos bichanos. Ela tem um blog: http://maiscanela.blogger.com.br, e lá fala sobre adoção de gatos, se isso ajudar. Não sei se tem aí no DF tb, pq confesso que não sou mto chegada a gatos e nunca me interessei em me informar. hehe.

Adorei a tirinha. Bjuus

Didi diferente disse...

Bom... entendi da história uma outra coisa... o cão fala de solidariedade, e não só uma visão de animal... entendi que se não podemos adotar uma criança, temos que ser solidários com elas, ajuda nunca é demais, temos que fazer a nossa parte, as vezes pequena para nós, mas para elas um grande gesto...
Essa é a visão do cachorro no mundo animal, basta nós humanos interpretar ao nosso mundo de cão...
Por favor na galera... se forem ajudar alguém neste Natal, por favor... dêem leite a uma criança, e não a um gato...
Dio

Gran Magic Carmesin: Nat Valarini disse...

É isso aí Didi, é a voz do cão falando.

Uma fábula e como tal, é sim um ensinamento para os humanos.

Mas dêem leite tanto para o gato quanto apra a criança, hehehehe...

Diego disse...

Bela historia....só a iniciativa de achar alguem pra adota-lo ja foi uma GRANDE ajuda..

Leo Pinheiro disse...

Não sei pq atribuiram à Lucifer o apelido de cão. Nós os cães somos boas almas e os mais verdadeiros amigos de todas as criaturas.

Pedro Bandoli disse...

Boa História... Esses dias tava andando pela calçada aii eu vi um gatin quase morrendo e levei pra adotarem![ Gente que abandona é mó sem noção =D]
ps: Demorei pra escrever pq tava tomando banho! [Não foi calote] =P

http://olhandoatraves.blogspot.com/
Aceita trroca de links?

Sabrina Andrade disse...

Oi, tudo bem?
Você ganhou um selo do Mundo Plâncton:
http://mundoplancton.blogspot.com/2008/12/selada.html

Dá uma olhada!
Abraço.

O "Sábio" Niestévisky disse...

Graças a esses animais perdidos na rua, a minha casa parece um zoológico!

André disse...

bem interessante a otica. Parabes!!!
www.blogdaincerteza.blogspot.com

Diego Rodrigues disse...

Pena que a maioria das pessoas acaba se preocupando apenas com o seu próprio umbigo.

Rodrigo Yoshizumi disse...

hahah!
é isso aí, cão! no fundo, todos os cachorros tem um bom coração...

Gata Lili disse...

que bonita atitude. estou orgulhosa de você! miaaauuu...

Marcel disse...

Tre bona kartuno!
Ĉi tiu hundo estas tre amuza!

Netinho disse...

"Eu não sou chegado em gato..."

huauha

Cãozinho teve o coração amolecido, que assim seja, com os cães e com as pessoas...

Parabéns pelo texto e pelo blog, e obrigado por postar no meu, volte quando quiser...

Cristina Santos disse...

Ótima parábola. Não conhecia o seu blog, mas voce está de parabnes. A leitura é simples e nao cansa.Muito bom texto, parabens mesmo.

Felipe Attie disse...

Moça, muito bom o teu blog. Também escrevo e faço tiras, por isso me identifiquei com o teu trabalho. Achei muito bom os pontos de vistas exibidos por aqui. Vou te acompanhar. Até...

L. Kerr disse...

Oi!

Quero dizer muito obrigado pelo comentário que deixastes lá no blog. Demais! Levantou minha moral! hehehe..

Adorei esse teu blog tb! Só tinha visto o outro..
Ontem mesmo apareceu um gatinho aqui em casa. Ele tomou um pouco de leite e foi embora.

Pensei, quem abandona um gatinho bonitinho desses? Mas a resposta que chega é: Hoje colocam crianças fora, não irão colocar bixos? Concordei... Infelizmente, concordei...

Vou linkar teus blogs para ficar mais fácil de acompanha-los, ok?

Beijos e obrigado mais uma vez!

Victor Borba disse...

Gostei muito desse seu canto aqui. Pretendo voltar.
Até.

L. Kerr disse...

Oi !

Como disse, teus blogs e comentários são sempre demais !

Te indiquei um selo !

Passa lá e pega ! ;D

Palhacada Hein disse...

"eu não sou chegado em gato"

AIUShiuHASuihIUASHuIAS

cara. essas tirinhas são o maximo.
mto bom

Atreyu disse...

Não sei você... mas eu detesto gatos, não só por ter uma alergia escabrosa, mas também por outros motivos...
Gostei do blog! parabéns!

mileu disse...

ja vi cão ser amigo do homem ,mas amigo de gato nunca kkk
parabens pelo jesto de coragem q vc fez
pq muita gente tem medo de trazerumanimal para sua casa e cuidar
c cada pessoa fize-se oq vcfez não teriamos mas animas na rua
evitando varios acidentes

mas uma vez parabens ,depois ti dou um biscoitinho desabor carne e um cafuné kk


bjoss

Maju disse...

és um cachorrinho realmente caridoso! merece um biscoitinho de vegetais (pois sei que és vegetariana) e um carinho! *-* haha! beijo flooor :*

MoizaCARTUNS disse...

Você também curte desenhar tirinhas??? Que massa! Tem um estilo de traços e textos muito pessoal. Parabéns! Curti pacas!

Não gosto muito de gatos também, mas alguns são até que bem fofinhos... de qq forma, prefiro vê-los nas casas dos outros :D

Belo texto. Apoio a idéia de adotar os bichinhos que sofrem na rua o/

Wagner L. Moreno disse...

nossa, que lição e que frase perfeita que encerrou o texto!

http://infocasa.blogspot.com

Thiago Pacheco disse...

Não lembro exatamente se é a primeira vez que passo por aqui, mas é a primeira vez que comento.
Curti muito a idéia da tirinha figurando o teu texto.

Voltarei aqui mais vezes, tô favoritando o blog.
Abração!

Rafa de Souza disse...

mto boa a ideia e o texto

parabens!

Deni disse...

gostei
só naum gostei d imaginar o gatinho molçhado pedindo abrigo
xD~
aiosoiasjioas.
mas animais é isso mesmo.
tem q ter mto amor..carinho dedicação..
a minha caxorra é mais q um membro da familia..
claro q ela não põe din din em casa.
mas o amor q ela dá...a dedicação q ela tem com a gnt..
a sinceridade dela é impagável..

parabens pelo blog.
minha primeira vez aki
xD

t convido a vir no meu bróguinho viow ?
abraço
e tá ortogardo o direito d visitar o atualizado:
www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br

boa semana!
=]~

Flor Baez disse...

amo gatos! tenho 20 na minha casa e sempre cabe mais um! Gosto da independência deles, da sua autonomia!

mateusbonez disse...

Tb não resisto a bichos. Adoro meus gatos e minha cachorrinha linda *-* Adorei tudo aqui e quem sabe um dia produzimos algo juntos, um filme, um seriado ou algo do tipo nao é? Beeeijão e aparece sempre, será muito bem vinda, já é da casa ;D

http://tiomah.blogspot.com/

James Almeida disse...

São essas atitudes que podem mudar o mundo. *-*
Parabéns!

Cathy disse...

aaaaaahhhhhhhh!Sabe, eu amo muito gatos e tenho só uma felina aqui em casa.Trabalho próximo a um campo que é lotado dos tais e tenho vontade de levá-los pra casa,apesar de muitos viverem nas ruas cariocas eles contam com a solidariedadde de pessoas como você e ficam super gordinhos,muitos até gordinhos de mais u.u' rsrsrs!poxa,parabéns pelo ato,creio que você,mesmo sendo um cão com seus instintos não resistiu a um neném de olhos brilhantes e pequeninos *.*

;)

BRUNO disse...

Oi Nat, obrigado pela visita no meu blog,e vejo que o seu é bem popular hein? rsrsrs

Já ganhou um seguidor!

Aquele é o terceiro texto sobre o que estudei de Kant e acredite sua obra é extraordinária. O vídeo que eu coloquei no post ajuda a entendê-lo...

Beijo!

victória montenegri disse...

adoro gatos tambem, tao independentes...
o foda é a alergia iheeieih
obrigada pela visita, adorei seu comentário, volte sempre viu??!! bjoka.

Luiz Guilherme disse...

oh..gostei mto do seu blog...bem formalizado em tons interresantes...

vlw

http://lg7fortalezace.blogspot.com/

kilder disse...

bonitas palavras, emocionante texto!!!!! parabéns...seu blog está muito legal!!! mandou bem....

t+

Tchezar disse...

Essa última frase disse tudo: Adoção é pra quem pode... Solidariedade todos podemos praticar!

Bela lição!!

Parabéns!!

Aline Dias disse...

que coisa legal essa de o cachorro ser personagem.
não tinha visto ainda em blog.

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Trás um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império


Convido-te a veres o teu mais profundo no “Espelho Mágico”


Doce beijo

Tchezar disse...

Olá! Tudo bem?
Passa lá no http://televisaoparacachorro.blogspot.com/ que eu tenho um selo para você!

beijos

♪ Viíh disse...

• Está de Parabéns o seu Blogger . Engraçado e criativo que o Cão tem uma visão socio-politica incrivel e naõ somente aquela visão animal inrracional . São as pequenas atitudes do dia-a-dia que fazemos GRANDES momentos ;)

E Obrigado por comentar no meô Blogger > Seja senprê been viindâ . =D

Bruno Zênith disse...

Seu blog é muito bom estou acompanhado, faz uma visita lá no meu, bju!

Postar um comentário